COMPARTILHAR

O Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido de liberdade feito por Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, que está preso desde o fim de agosto do ano passado, alvo da Operação S.O.S., um desdobramento da Lava Jato no estado fluminense.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), houve fraudes em contratos levaram ao desvio de R$ 74 milhões dos cofres públicos, com anuência da Secretaria de Saúde à época comandada por Sérgio Côrtes. As informações são do jornal “O Globo”.

Leia também: Novo procurador declara suspeição e deixa caso ‘Flávio-Queiroz’

Comments

comments