COMPARTILHAR

A XII exposição temática que contou a história do “Rádio” realizada pela Associação Cultural de Ouvintes de Rádios do Ceará – Aouvir, em parceria com a Associação Cearense de Imprensa – ACI teve seu encerramento na manhã de segunda-feira (11/02), na sede, da ACI Rua Floriano Peixoto, 735 – Centro – Fortaleza. A exposição mostrou rádios antigos de várias épocas, sendo a maioria da década
de 40 e 50.

Abertura

A exposição foi aberta pelo vice-presidente da ACI, Wilame Moura, e contou com a presença de radialistas como Narcélio Limaverde e José Maria Chaves, que relembraram fatos marcantes da época áurea do rádio.
O acervo, que pertence à Associação Cultural de Ouvintes de Rádio do Ceará, presidida por Verônica Fontenele, filha do grande radialista Geraldo Fontenele, já falecido e que foi diretor da Rádio Assunção por longos anos. As relíquias são aparelhos de válvulas das marcas tradicionais como: Philips, Sharp e outras não mais existentes, Sanyo, Imperador, Conic e Sintonia e outros modelos mais recentes todos funcionando. “Relembram os bons tempos em que as famílias se reuniam em torno do aparelho para ouvir o noticiário, as novelas e músicas, apresentam as evoluções pelos quais passou esse importante veículo de comunicação”, explicam os organizadores.
Um deles é apresentado em forma de maquete do prédio da antiga Rádio Uirapuru. A exposição também apresentou banners e fotos que contam a história do rádio no Ceará. Um dos momentos de grande emoção foi ouvir, em um dos rádios antigo, os prefixos das emissoras associadas do Brasil, como o da Rádio Iracema, e dos principais programas da época, levando Narcélio, com 65 anos de profissão, às lagrimas.

Encerramento

A solenidade de encerramento presidida pelo Jornalista Vicente Alencar, foi prestigiada pelos presidentes da ACI Salomão de Castro, da Aceji – Associação Cearense de Jornalista do Interior João Ferreira e Aouvir Verônica Fontenele, a presidente de honra da ACI Professora Adísia Sá, bem como diretores e membros das respectivas entidades.
Na ocasião foram homenageadas várias personalidades do “Rádio”, com o Certificado de Reconhecimento emitido pela Aouvir, para aqueles que contribuíram para a realização da exposição anual de rádios antigos, dentre eles Wilame Moura, que junto com Audifix Rios, adaptou a imagem do Curumim da TV Tupi, para a TV Ceará Canal 2.
O cantor Dilson Coelho e as musas do rádio abrilhantaram solenidade com uma apresentação musical.

Curiosidades:

• A Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará foi fundada em 16 de junho de 2003, sendo a primeira do gênero. Depois, surgiram outras no Maranhão e Rio de Janeiro. A associação cearense tem como objetivo, promover a melhoria do rádio e defender seu caráter de cidadania.http://radiouvintes.blogspot.com/

• Durante o encerramento da Exposição de Rádios Antigos, na sede da ACI – Associação Cearense de Impressa no Centro de Fortaleza, o Jornalista e cerimônialista do evento Vicente Alencar, comunicou o falecimento do Dr. Aderson Maia Nogueira, na manhã de hoje (11), pedindo aos presentes um minuto de silêncio, ao abnegado homem do rádio, que foi presidente do Sindradioce.

• Dia Nacional da Radiodifusão e do Rádio

Data: 25 de setembro

• A data lembra o nascimento de Edgar Roquette Pinto (1884-1954), considerado o pai do rádio brasileiro. Médico, antropólogo e ensaísta, fundou a primeira emissora do país – a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro – em 1923, com fins educacionais e culturais.
• Até 1966, o Dia do Rádio era comemorado em 21 de setembro. A partir daquele ano, foi transferido para o dia (25 de setembro) em que nasceu Roquette Pinto.
• Já o Dia do Radialista, instituído pela Lei nº 11.327, de 2006, é 7 de novembro. Trata-se de uma homenagem ao nascimento do compositor, músico e radialista Ary Barroso (1903-1964).
• 13 de fevereiro – Dia Mundial do Rádio.
• A data foi criada e oficializada em 2011, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), com a comemoração do primeiro Dia Mundial do Rádio celebrado em 2012.
• Esta importante data foi criada em homenagem a primeira emissão de um programa da United Nations Radio (Rádio das Nações Unidas), em 1946, oferecendo a transmissão do programa simultaneamente para um grupo de seis países.
• A criação deste dia de comemoração especial tem o objetivo de conscientizar os grandes grupos radiofônicos da importância do acesso à informação, da liberdade de gênero e expressão dentro deste setor da comunicação.

 Confira cobertura completa em: https://www.facebook.com/jornalexpressoce/

Comments

comments