COMPARTILHAR
foto: Fenaj
Jornalistas também vão eleger nova Comissão Nacional de Ética

Nos próximos dias 16, 17 e 18 de julho, os jornalistas brasileiros vão às urnas para eleger a nova diretoria da FENAJ e os cinco novos integrantes da Comissão Nacional de Ética (CNE). A eleição para a diretoria dá-se por meio de chapa e, para a CNE, por meio de candidaturas individuais. 

Cinco jornalistas inscreveram-se para os cargos na CNE: Claudia de Abreu, do Rio de Janeiro; Kardé Mourão, da Bahia; Osnaldo Moraes, de Pernambuco; Pinheiro Sales, de Goiás e Salomão de Castro, do Ceará. Os jornalistas poderão votar em todos os cinco nomes para CNE, além da chapa que concorre à direção da Federação.

As votações são organizadas pelos sindicatos, que devem divulgar horários e locais de onde as urnas estarão disponíveis para a categoria. Todos os jornalistas em dia com os sindicatos têm direito a voto. A Federação Nacional dos Jornalistas é a única federação sindical a realizar eleições diretas para escolher sua diretoria e a comissão.

Para a FENAJ, as eleições, além de expressarem a democracia participativa, com cada jornalista sindicalizado podendo dar o seu voto, são também momento de debate nacional sobre a realidade da categoria e sobre as lutas que a entidade de representação nacional deve priorizar.

Chapa Única
Depois de sete eleições com disputa, uma única chapa foi registrada para disputar a direção da FENAJ. A chapa Audálio Dantas – FENAJ em defesa dos jornalistas, do jornalismo e da democracia é encabeçada pela atual presidenta, Maria José Braga, de Goiás, e tem como vice-presidente Paulo Zocchi, de São Paulo. Os demais cargos da Diretoria – distribuídos entre Executiva, vices-regionais e departamentos – são ocupados por jornalistas de todas as regiões do país e da maioria dos Estados.

Saiba mais sobre as candidaturas à CNE

:: Claudia de Abreu
Formada na Universidade Federal Fluminense, coordenou o setor de impressos do Instituto de Comunicação Sindical, foi repórter do programa Momento Sindical (Band). Já trabalhou como assessora de comunicação no governo do Rio e em diversos sindicatos. Foi dirigente do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro.

:: Kardé Mourão
É jornalista há 38 anos, graduada e pós-graduada pela Universidade Federal da Bahia. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas da Bahia e diretora da FENAJ por diversas gestões. Atua na área de comunicação sindical e foi assessora da CUT e da CTB. Atualmente, é assessora de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis da Bahia.

:: Osnaldo Moraes
Jornalista desde 1985, formado pela Universidade Católica de Pernambuco. Trabalha desde 1986 no Diário de Pernambuco, onde exerceu diferentes funções. Na área de assessoria de imprensa trabalhou nas esferas públicas municipal, estadual e federal. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco e é o atual vice-presidente Nordeste 1 da FENAJ.

:: Pinheiro Sales
Jornalista profissional e bacharel em Direito, trabalhou em diversos jornais e na Empresa Brasileira de Comunicação. Tem seis livros publicados. Foi preso pela ditadura militar e permaneceu nove anos nos cárceres políticos do Rio Grande do Sul e de São Paulo, com irreversíveis sequelas das torturas. É o atual vice-presidente da Comissão Nacional de Ética.

:: Salomão de Castro
Jornalista, é chefe do Núcleo de Comunicação Interna da Assembleia Legislativa do Ceará. Foi delegado do Sindicato dos Jornalistas do Ceará junto à FENAJ (2010/2013) e é o atual presidente da Comissão de Ética dos Jornalistas do Ceará. Mestrando em Comunicação Social pelo Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa.

Fonte: FENAJ

Comments

comments