COMPARTILHAR

Após atacar governadores e chamá-los de "exterminadores de empregos", o presidente Jair Bolsonaro informou nesta segunda-feira, 23, que deve ouvir nesta data governadores das regiões Nordeste e Norte. Os encontros serão separados e ocorrerão por videoconferência.

O objetivo é debater medidas de atuação contra o novo coronavírus. Bolsonaro afirmou ainda que deve se reunir na terça-feira, também remotamente, com governadores das regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul.

As reuniões ocorrem após sucessivas críticas de Bolsonaro à atuação de governadores que adotaram ações de restrições em seus estados, especialmente na área do comércio, para prevenir a covid-19.

Veja também: Bolsonaro: povo é enganado por governadores e imprensa sobre covid-19

No domingo, em entrevista à TV Record, Bolsonaro chegou a dizer que os chefes estaduais estavam "de olho na sua cadeira" de presidente e que eram "exterminadores de empregos".

"Tem algumas autoridades que estão ministrando remédio em excesso", disse para jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada nesta segunda. "A dose do remédio não pode ser excessiva de modo que o efeito colateral seja mais danoso que o próprio vírus", declarou. Com informações do Estadão Conteúdo.

Veja também: Bolsonaro tem avaliação pior que de governadores no combate ao covid-19