Home CEARÁ Secretaria da Saúde requisita estrutura de dois hospitais da Grande Fortaleza para...

Secretaria da Saúde requisita estrutura de dois hospitais da Grande Fortaleza para tratar pacientes com Covid-19

25
0

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) requisitou a estrutura de dois hospitais de Maracanaú, na Grande Fortaleza, para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus. São eles a Associação Beneficente Médica Pajuçara (ABEMP), localizada no Bairro Pajuçara, e o Hospital Campos Elísios, no Conjunto Jereissati II.

De acordo com dados da Sesa, por meio da plataforma IntegrarSUS, atualizados às 19h de quarta-feira (8), Maracanaú possui 17 casos confirmados do novo coronavírus e uma morte. No Ceará, o número de óbitos provocados pela doença já chega a 53.

Em março, o governo estadual requisitou o Hospital Leonardo da Vinci, em Fortaleza, que estava desativado, para receber pacientes com Covid-19. Com 93 leitos a disposição, a unidade de saúde estava com 51 delas já ocupadas (54,8% da capacidade), nesta quinta-feira (9). Cinco pacientes já morreram e 17 receberam alta no local, conforme dados do site Integra SUS.

Para gerir os hospitais de Maracanaú, a Sesa fez a publicação do requerimento no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quarta-feira (8). O órgão solicitou a disponibilização, em caráter imediato, de todos os leitos hospitalares e equipamentos médicos, incluídos aqueles de uso em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que estejam ociosos, desativados ou não utilizados.

Fonte: G1 CE

Foto: Divulgação

Previous articleCidades do Ceará restringem entradas para visitantes em ações de combate à pandemia do novo coronavírus; veja lista
Next articleRenda Básica Emergencial: veja se você tem direito!
O Jornal Expresso CE, é um veículo da Publicmais -Edição de Jornais e Revistas, fundado em 15 de agosto de 2013., com edição impressa no formato tabloide, com circulação mensal em: Maranguape, Maracanaú, Pacatuba e Guaiúba e Edição Digital, dirigida para o Maciço de Baturité/CE. Mas, por conta da pandemia encerrou sua edição impressa em fevereiro de 2020, e a edição digital em agosto de 2021, quando o Jornal Expresso CE, completou 8 anos de atividades.