Lixo na rua
Há risco de a situação sanitária pública piorar nas próximas semanas em meio ao aumento de casos de óbitos e contaminados por coronavírus: o lixo pode ficar ao vento nas calçadas de centenas de cidades. É que prefeituras com serviços terceirizados já alertaram às fornecedoras que vão atrasar – em alguns casos, não pagar – a coleta. O presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb), Márcio Matheus, é quem dá o alerta. Lembra que as empresas já lidavam com altos índices de inadimplência e tiveram aumento de custos com a proteção higiênica dos trabalhadores.

Cesto cheio
Segundo Matheus, 70% dos municípios do Brasil terceirizaram a limpeza urbana. “A inadimplência já é crônica e acumula R$ 18 bilhões, em torno de 15% a 18%”.

Pós-cena de Regina
Por via das dúvidas, o ex-senador Magno Malta, que recusou de Bolsonaro um ministério e a presidência do Sebrae, pôs-se à disposição para a Secretaria de Cultura.

Vizinhos em alerta
Até o presidente do Congresso do Paraguai, Blas Llano, diz que Brasil é ameaça a seu país pela política reacionária de Bolsonaro diante da pandemia do coronavírus.

Alô, 190!
Na surdina e numa sessão virtual, os deputados da Assembleia Legislativa da Paraíba aumentaram sua verbas de gabinete em 60%, passando de R$ 25 mil para R$ 40 mil, num verdadeiro acinte à população paraibana, em meio ao combate ao coronavírus que ceifa vidas da população e lota hospitais. Aliás, a Assembleia daria um bom hospital.

Alô, Dataprev!

Há algo errado no sistema do Dataprev, que faz a triagem de cadastrados. Ex-funcionários de administrações regionais do DF, há mais de dois anos, têm o auxílio emergencial da União recusados, porque aparecem com carteira assinada.

Para piorar..
Há um festival de bate-cabeça. Quem faz recurso junto ao Dataprev, é avisado de que o Ministério da Cidadania quem faz a triagem.

Vai fundo!
Do prefeito de Paulistana (PI), Gilberto Melo, o Didiu, perguntado numa rádio sobre o que já fez para combater o coronavírus: ampliação da capacidade de três cemitérios.

Interiorizando
A Fundação Joaquim Nabuco indica que o contágio do coronavírus avança forte, em escala geométrica, para o interior de Pernambuco. Com Caruaru e Petrolina como focos.
Passeio na pista A ANAC interditou há dias o aeroporto de Muriaé (MG) depois de flagrar, em vídeo, centenas de crianças e jovens na pista assistindo bem de perto a decolagem de um bimotor. Era, acredite, um campeonato de pipas. Não bastasse o perigo da operação, havia concentração de pessoas, contra orientações sobre a pandemia.

Fundão do bem
Mais de 15 fundações de apoio de universidades e institutos federais criaram campanhas e fundos emergenciais para arrecadação de recursos para combate ao coronavírus e
conseguiram arrecadar (viva!) R$ 115 milhões de grandes empresas, para seus hospitais.

MERCADO
Crise só começa
Os bancos não querem facilitar a vida dos cidadãos e empresas nessa crise da saúde – prevendo outra, a de mercado, com calote geral em meses. Só 1% do empréstimo para cobrir a folha de pagamento foi aprovado pelas instituições em todo o País.

Vegas Strong
Las Vegas vai reabrir seus cassinos, informa o Boletim de Notícias Lotéricas, que tem correspondente na cidade americana. Mas órgãos reguladores vão permitir operação em apenas 50% da capacidade. As convenções e eventos serão limitadas a 250 pessoas.

Vai decolar

A despeito da crise de saúde e financeira que atinge o mundo, o novo aeroporto internacional de Porto Seguro (BA) – ficará a 20 km da cidade – tem previsão de ficar pronto em 2024, com pista de 2.400 metros. Será construído por grupo alemão, com
circulação de 8 milhões de passageiros/ano, relata o Jornal do Sol, parceiro da Coluna.

VIARedação/Jornal Expresso CE
FONTEColuna Esplanada