Home EXPRESSO ARTIGOS Informalidade

Informalidade

Blogs - Expresso Artigos: Hora do Empreendedor com Ibraim Gustavo, toda segunda e sexta, abordando temas atuais.

133
0

Informalidade

Todo brasileiro, homem ou mulher, sabe que o sustento de sua família depende do salário que ganha. Esse, por suas vez, depende se o trabalhador possui um rendimento fixo ou não. Hoje, no Brasil, milhões de pessoas não sabem quanto vão ganhar ao final do dia, quanto menos da semana ou do mês.

Isso impede as pessoas de comprarem em parcelas, ou de contraírem dívidas para fazerem investimentos. Isso, por consequência, atrapalha a circulação de dinheiro no mercado brasileiro, especialmente nos setores do varejo e de serviços, que deixam de lucrar e também de gerar novos empregos.

A informalidade no país é crescente, e segundo o IBGE, alcançou a marca de 41,1% da população ocupada, ou seja, 38,4 milhões pessoas em meados de 2019. Esses números não são benéficos, já que, além de tudo o que já citamos, impede o trabalhador de garantir o seu sustento no futuro, porque sem carteira assinada e vínculos empregatícios, ele fica desamparado pelo INSS e não tem direito à aposentadoria.

Nossa proposta é não mais prolongar essa situação, e numa força-tarefa conjunta, criar oportunidades para transformarmos juntos essa situação, e construir uma nova realidade para cada um de nós, por um país melhor, mais justo e com mais oportunidades para cada brasileiro.

Ibraim Gustavo – Jornalista, pós-graduado em Marketing (UNIP) e MBA em Comunicação e Mídia (UNIP).
É também escritor, redator e radialista, e possui formação em Profissões do Futuro (plataforma O Futuro das Coisas), e no programa Restartse (plataforma StartSe). Sócio-fundador da IA Consult.
VIAREDAÇÃO/JORNAL EXPRESSO CE
SOURCE IBRAIM GUSTAVO
Previous articleDecon orienta consumidores sobre compras pela internet durante pandemia
Next articlePODER, POLÍTICA & MERCADO 26 DE MAIO DE 2020
O Jornal Expresso CE, é um veículo da Publicmais -Edição de Jornais e Revistas, fundado em 15 de agosto de 2013., com edição impressa no formato tabloide, com circulação mensal em: Maranguape, Maracanaú, Pacatuba e Guaiúba e Edição Digital, dirigida para o Maciço de Baturité/CE. Mas, por conta da pandemia encerrou sua edição impressa em fevereiro de 2020, e a edição digital em agosto de 2021, quando o Jornal Expresso CE, completou 8 anos de atividades.