No desenrolar da vida enfrentamos variadas
situações, que nos exigem diversos comportamentos.
Numas com resignações, pois, sobre e dentro da
alma delineia circunstâncias totalmente desfavoráveis.
É vigiando nossas vidas, que muitas vezes,
cercamos debandadas de instrumentos
desorganizadores perante a realidade solta.
Utopias devem ser força que move a flecha em
direção ao alvo certeiro. São bases abstratas, que
cerceia as almas de sustentáculos conclusivos.
Busque raptar da vida, substancias que os beija
flores tiram no néctar das flores. Compreenderá então,
que o sacrifício nos levam a vitórias grandiosas e doces.
Acredite, nossos sonhos são painéis de aviões
supersônicos onde acionamos com pericias, cada novo
lance da vida, capazes de nos levar as alturas
imagináveis, em velocidades imensuráveis.
O céu é amplitude do espaço, que temos, para voar,
por isso nossa ambição deve ser do seu tamanho.
As utopias em habitat natural são as alturas que
Puxará, para cima, todas as toneladas que dificultam os
sonhos de deslancharem, e, jogará em posição

confortável aguas, da chuva para fertilizar as sementes
escolhidas por nós, e, por nossa intuição, que estão de
acordo com nossa maturidade no tempo presente.
A vida sem sonhos, são nuvens cinzentas que
dificultam nossas almas de buscar proteção no êxito e
na motivação.
Construa, no iniciar de cada novo amanhecer, uma
nova história. Com enredo real e logística, também que
existência explodirá, com toda intensidade, na sua vida
alegria e o entusiasmo de viver.
Aprenda com a vida mestra, a ser exigente consigo
próprio, que os sentimentos de negativismo, implantado
no porão de sua alma de e abismo serão impregnados e
deteriorados pela força e o resplandecer de sua vontade
de viver.
A proximidade dos sonhos, com a realidade fara
com que percebamos, com nitidezes, as
vulnerabilidades de transporem as camadas resistentes,
penetrando nas entranhas das almas, com amplitude
mensurável.

JUAREZ ALVARENGA
ADVOGADO E ESCRITOR