COMPARTILHAR

Dois irmãos do Queens, em Nova York nos EUA, morreram de Covid-19 com apenas 12 dias de diferença.

Ralph Gismondia, de 68 anos, era um bombeiro reformado da corporação de Nova York que esteve envolvido nos trabalhos de resgate e salvamento no World Trade Center, no dia 11 de Setembro de 2001.



O homem começou a sentir-se mal – com tosse e febre – em março. Dois dias depois, ele e a mulher testaram positivo à Covid-19 e, a 5 de abril, Ralph acabou não resistindo a complicações provocadas pelo vírus. O homem não teve direito a cerimônia fúnebre.

O seu irmão Nicholas Gismondi, de 65 anos, e antigo jogador de baseball, só soube que o irmão tinha morrido quando foi hospitalizado, também infectado, no dia 31 de março.



Nick, como era carinhosamente chamado em sua comunidade, morreu no dia 17 de abril, apenas 12 dias após o irmão. Os dois são descritos como "grandes homens de família" numa homenagem que os seus vizinhos lhes fizeram neste domingo (27) e que foi compartilhada pela CNN.

Os pais dos dois, de 96 e 93 anos, permanecem vivos, bem como a irmã.