COMPARTILHAR

Foi em conversa com Celio Ashcar Jr., no programa 'Fala Celio!', transmitido pelo YouTube, que Cláudia Raia comentou vários temas, entre eles a cultura no Brasil.

"Todas as vezes que nós esperamos alguma atitude do governo, ela não veio! Eu acho que a cultura é vista como algo desnecessário. Isso é muito triste! A cultura anda de mãos dadas com a educação, e são dois pilares, os mais importantes para uma criança e para nós mudarmos completamente o nosso país", destacou a atriz, como cita a revista Quem.



A atriz não escondeu a sua revolta: "O Brasil é um país extremamente machista, é um machismo estrutural, ou seja, quando a mulher para de ovular, ela parece que deixa de existir. É como se ela tivesse uma data de validade, caísse num limbo, um buraco negro e só vai ressurgir aos 80 como a vovó fofa".

"Nesse mundo, essa mulher acima de 50 anos não tem direito a nada, não pode se vestir como quer, não pode ter um namorado. Agora é engraçado como é que o mercado não vê essa mulher com uma potência, porque, na verdade, o poder aquisitivo dessa mulher é o maior de todos, pois ela já fez na sua carreira, já criou os seus filhos e tem um poder de compra", acrescentou.



Prestes a completar 54 anos, Cláudia Raia afirma que ainda tem "sonhos pela frente, muito projetos". "E não vou deixar que ninguém me diga que o meu tempo venceu, porque não venceu. Estou na plena maturidade, em plena energia e de criatividade e é isso que tento colocar como porta-voz dessa mulher", concluiu.

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/KY7Y53nAzFM" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; clipboard-write; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>