COMPARTILHAR

Equipes de vigilância e repressão aduaneiras da Alfândega de Santos apreenderam, nesta quinta-feira, 25/2, 1.788 kg de cocaína durante inspeção de contêineres destinados à exportação.

Foi o terceiro dia consecutivo de apreensões. Dessa vez, a tentativa ocorreu em uma carga de tapioca com destino ao porto de Valência, na Espanha. As duas apreensões anteriores ocorreram nos dias: 24/2, 67 kg escondidos em uma carga de algodão, e 23/2, 501 kg ocultos em sacas de açúcar.



Para a seleção de cargas, são utilizados critérios objetivos de gerenciamento e análise de risco, bem como a inspeção não intrusiva por imagens de escâner. Outra ferramenta importante é a participação de cães farejadores da Receita Federal. Durante a operação, o cão de faro da Alfândega de Santos sinalizou positivamente para a presença de drogas.

A droga interceptada pela Alfândega foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou a operação após a localização do entorpecente e prosseguirá com as investigações com base nas informações fornecidas pela Receita Federal.



As ações promovidas pela Alfândega de Santos em 2021 resultaram na apreensão de 4.408 kg de cocaína até o momento.