COMPARTILHAR

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA), vai prorrogar por mais 48 horas as medidas restritivas radicais que adotou para tentar diminuir a transmissão do novo coronavírus.

O governador determinou que bares e restaurantes não tenham serviço presencial em nenhum horário, proibiu a venda de bebidas e determinou o fechamento de shoppings centers.



Costa afirmou à coluna que houve queda na transmissão com as medidas, mas que ela ainda é alta e que um novo período de restrições é necessário para tentar controlar a situação. Ele afirmou que o decreto já está sendo redigido.

Na sexta (26), o governador chegou a afirmar que o Brasil todo entrará em colapso em duas semanas.



Leia Também: 'Brasil vai mergulhar no caos em duas semanas por causa da Covid-19', diz governador da Bahia

Costa também voltou a criticar Bolsonaro. O presidente postou neste domingo (28) em seu Instagram a informação de que repassou bilhões aos estados em 2020.
Só para a Bahia teriam sido R$ 67,2 bilhões.

"Todo o orçamento do estado é menor do que isso", diz Rui Costa. "Se somarmos os gastos de executivo, legislativo, Judiciário e Ministério Público, chegamos em R$ 50 milhões", afirma.

"O presidente, em vez de distribuir vacinas, segue distribuindo fake news, sem qualquer respeito pela verdade e pela vida", afirma.