COMPARTILHAR

Nesta quinta-feira (10), a modelo Ariana Paes denunciou um ataque transfóbico nos bastidores de um programa da TV Maskate, no Amazônia.

Nas redes sociais, Ariana contou que foi humilhada e impedida de usar o banheiro feminino. "Antes do programa que iria ser gravado hoje, rolou uma reunião onde o assunto era, que eu não iria mais poder usar o banheiro feminino!!!!", escreveu ao publicar o vídeo com o ataque.



Depois, Ariana fez um novo desabafo nas redes sociais: "Infelizmente não foi a 1ª vez e infelizmente não será a última, ainda mais vivendo num país hipócrita como o Brasil, onde além de ser considerado o pelo 13º ano consecutivo o país que mais mata trans e travestis, é o país que mais consome pornografia trans!!! Triste, por que esse mês é o mês do orgulho lgbtqia+ e eles tinham tudo pra lutarem de verdade pela nossa causa, mas só queriam nosso PINKMONEY mesmo!", disparou.

A TV Maskate ainda não comentou o assunto.