COMPARTILHAR

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ator Luciano Szafir, 52, contou na noite deste domingo (25) que teve medo de morrer nos 32 dias que passou internado por causa da Covid-19.
"Não dá para descrever o quão próximo eu achei que iria embora", disse, chorando, ao Fantástico (Globo).

A entrevista foi concedida ainda no hospital. Szafir teve alta no sábado (24) após mais de um mês sofrendo complicações como uma embolia pulmonar, uma cirurgia de emergência no intestino e um sangramento no lugar da colostomia, necessária por causa do problema intestinal.



O ator contou que sempre teve medo da Covid e usava duas máscaras de proteção. "Sempre fui muito cuidadoso. Onde eu peguei, como? Não sei", disse.

Ele descobriu estar contaminado pela segunda vez no dia em que a vacinação para a sua faixa etária havia começado, no Rio de Janeiro.



"Intubar foi a pior coisa da minha vida", afirmou na entrevista. Ele sentiu pânico e pensava o tempo todo na mulher, Luhanna Melloni, e nos três filhos.

"São duas lutas: contra o vírus e contra a cabeça", relatou sobre o período de internação.

A modelo e estilista Sasha Meneghel, 22, filha mais velha de Szafir e da apresentadora Xuxa, interrompeu a lua de mel para acompanhar o pai, que agora se recupera em casa.

O ator perdeu 15 quilos e mandou um recado sobre as dificuldades da doença: "Não queiram sentir isso. Sejam responsáveis". Ele pediu para todos tomarem vacina.

Szafir prometeu não desperdiçar nenhum momento da vida e afirmou que é preciso pouco para ser feliz.

"Luciano e sua família agradecem o carinho e energia positiva do público e da imprensa", diz comunicado enviado pela assessoria de imprensa dele após a alta hospitalar.