COMPARTILHAR

Um norte-americano foi detido na terça-feira, dois meses depois de uma criança ter encontrado uma arma carregada dentro da sua mochila e ter acidentalmente matado a mãe, enquanto esta estava numa videoconferência por Zoom, de acordo com o Washington Post.

Veondre Avery, de 22 anos de idade, pai da criança, enfrenta acusações relacionadas com a morte de Shamaya Lynn, de 21 anos. O acidente aconteceu no dia 11 de agosto na casa onde o casal morava, em Altamonte Springs, no estado da Flórida, nos Estados Unidos.



A criança abriu a mochila da escolinha e encontrou lá dentro uma arma carregada, tendo disparado acidentalmente sobre a mãe, que acabou morrendo.

Shamaya Lynn trabalhava num call center da empresa New Balance e estava em regime de teletrabalho. Foi uma colega de trabalho quem deu o alerta, depois de Lynn desaparecer da chamada enquanto se ouviu um estrondo.



Veondre Avery foi acusado de homicídio involuntário e manuseamento negligente de arma. O homicídio involuntário, um crime de segundo grau na Flórida, é punível com até 15 anos de prisão, 15 anos de liberdade condicional e multa de 10 mil dólares.

"As nossas decisões têm consequências e esta decisão foi muito triste. Um portador de armas tem a responsabilidade de cuidar dessas armas", indicou a polícia de Altamonte Springs, em coletiva de imprensa.