COMPARTILHAR

Chamava-se Ivy-Rose e tinha apenas nove dias quando morreu devido à Covid-19. A mãe, Katie, não estava vacinada contra o novo coronavírus e a menina – que nasceu 14 semanas prematura – não conseguiu combater a doença. O caso aconteceu no Reino Unido.

Uma amiga da família, Simone Threlfall, iniciou uma página de angariação de fundos para ajudar os pais de Ivy-Rose. E conta como tudo se passou: "No dia 13 de outubro de 2021, a minha amiga Katie deu à luz uma linda bebê 14 semanas antes do previsto, numa cesariana de emergência devido a complicações por ter Covid-19".



"Infelizmente", prossegue, "a bebê Ivy-Rose teve um início de vida muito difícil, onde também testou positivo para a Covid-19, além de apresentar outras complicações, por ter nascido prematura".

Como resultado, a saúde da bebê "deteriorou-se rapidamente" e, "em 22 de outubro, morreu nos braços da mãe e do pai".



Os custos do funeral estão cobertos, mas a família necessita de ajuda para comprar uma lápide e para ter um carro funerário puxado por cavalos.

A meta é conseguir juntar duas mil libras – 13 mil reais, aproximadamente.